Como tirar visto para Portugal

Está a fim de viajar para Portugal, mas está confuso quanto ao visto para o país? Pois então fique sabendo que esta documentação não é necessária caso a sua viagem for durar até 90 dias. 

A situação é diferente de países como Austrália, China, Canadá, Estados Unidos, entre outros, os quais exigem o visto para estrangeiros.

Como turista em Portugal, é preciso providenciar para a viagem dois documentos de suma importância: o seguro saúde e o passaporte que esteja dentro do prazo de validade. 

No entanto, caso o seu interesse é permanecer por mais tempo no país, neste artigo você conhecerá todos os tipos de visto para Portugal. Para saber mais, leia o texto até o final.

Visto para Portugal: Como tirar

Caso queira ficar mais de 90 dias em Portugal e precise tirar o visto, procure pelo Centro de Solicitação de Vistos, na cidade de São Paulo, que se localiza no bairro Pinheiros, no endereço: Rua Butantã, 434, no quinto andar. 

É preciso ressaltar que em breve a expectativa é que a solicitação dos vistos possa ser feita também em outras capitais brasileiras.

Além disso, desde abril de 2019 o governo de Portugal criou um site novo para facilitar ainda mais a solicitação do visto de forma online. 

Por meio dele, o usuário pode realizar diversas funções, como entrega de documentos, saber todas as informações que deseja, passar pela entrevista de aprovação e resolver tudo a respeito dos dados de biometria. 

Sendo assim, não é mais necessário enfrentar filas e gastar muito tempo, pois tudo pode ser feito no conforto da sua casa. 

Além disso, através da página VFS Global você poderá consultar o estado de solicitação do seu visto e também fazer a consulta para saber qual o local mais próximo em que poderá fazer essa solicitação.

Visto para Portugal: Valor

O valor do visto para Portugal está diretamente ligado ao tipo de visto que você precisará. Para facilitar, listei para você as taxas de cada um.

  • Visto para escalas, do tipo Schengen: 60 euros;
  • Visto com duração curta, do tipo Schengen: 60 euros;
  • Visto com data limite de estadia: 60 euros;
  • Visto de crianças (com mais de seis anos e menos de 12 anos): 35 euros;
  • Visto para residir por período maior que um ano (residência): 90 euros;
  • Visto para residir por pouco tempo: 75 euros.

Tipos de Visto para Portugal

Para entender melhor sobre os vistos para Portugal, farei uma explicação breve sobre cada um deles, certo? Para ficar por dentro é só continuar a leitura. 

Visto para Portugal de turista

Conforme disse no começo do texto, é dispensável para os brasileiros que se hospedarão até 90 dias em Portugal apresentar o visto ao adentrar no país. 

Mas, se por acaso você gostar tanto de Portugal e resolver ficar mais tempo, solicite ao Serviço de Estrangeiros e Fronteiras para que como turista você possa continuar por uma quantidade maior de dias (não pode ultrapassar mais de três meses).

Visto para Portugal de estudante

A fim de obter o visto de estudante, o aluno precisará apresentar o comprovante de matrícula – ou mesmo o termo que a faculdade alega aceitá-lo –, comprovante de renda e passaporte dentro da data de validade (levando em consideração todo o período que ficará no país). 

A ida dos universitários para Portugal não é uma missão impossível, pois diversas universidades do nosso país possuem parceria com as faculdades portuguesas, além do mais o fato do idioma ser praticamente o mesmo facilita muito o processo.

Visto para Portugal de trabalho

Esse tipo de visto para Portugal funciona da seguinte maneira: se após 30 dias nenhum morador de Portugal preencher a vaga do serviço, a empresa pode fazer um convite aos estrangeiros.

Sendo assim, a necessidade de apresentação para o visto de trabalho é a carta convite enviada ao funcionário pela empresa. 

Visto para Portugal D7

Visto para Portugal D7

O tipo de visto D7 é um benefício aos aposentados que desejam curtir uma nova fase da vida em um ambiente diferente. 

Dessa forma, o visto é concedido aos aposentados, desde que eles sejam capazes de se manter com o que recebem e, além disso, o salário mínimo de aposentado deve ser compatível com o salário mínimo do país. 

Visto para Portugal de aposentado

Tenha certeza de que o visto tipo D7, descrito no tópico anterior, é um ótimo meio para que os aposentados consigam adentrar em Portugal sem preocupações e com toda a segurança possível.

Entretanto, é preciso ter paciência com o visto português para aposentados, pois o processo delimita tempo.

Visto para Portugal Golden Visa

Para finalizar, o tipo de visto para Portugal Golden Visa é destinado exclusivamente para os investidores financeiros que colocam dinheiro no país.

Vale ressaltar que para quem investe mais de 500 mil euros em imóveis, o visto é dado com mais facilidade. 

Agora que você já sabe todas as informações necessárias sobre tirar visto para Portugal, ficou ainda mais fácil de agendar uma visita ao país. O que acha?

Vale lembrar que se você precisar de um passo a passo completo de como tirar visto americano basta clicar aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *