É preciso fazer seguro viagem para viajar para a Europa?

Entenda como funcionam as regras de seguro viagem Europa

Poucas pessoas se lembram de fazer seguro viagem, havendo até turistas que não sabem que ele é obrigatório em determinadas partes do mundo.

Isso é um risco grade: quem viaja sem esse seguro pode ser barrado na imigração ou, se entrar no país e sofrer algum acidente ou ficar doença, ter de pagar do próprio bolso.

Por outro lado, quem contrata o seguro viagem tem reembolso se ficar doente e precisar de exames ou médico no país europeu.

Dependendo de qual seja a sua cobertura, esse turista tem até reembolso para o caso de internação e de traslados.

Mesmo que não aconteça nenhuma emergência de saúde: o seguro viagem também fornece proteção caso a companhia aérea cancele o voo ou perca as bagagens, havendo coberturas para quando a reserva do hotel não é reconhecida, por exemplo.


Seguro viagem para a Europa: fazer ou não?

É indicado, sim, que todas as pessoas que vão para países europeus façam o seguro viagem.

Há um número alto de corretoras que o oferecem e essa é a melhor maneira de todos os turistas ficarem completamente seguros contra uma série de imprevistos.

Mesmo que seja indicado fazer o seguro em qualquer viagem, ele é até uma exigência para alguns países europeus.

Se eles fizerem parte do Tratado de Schengen, é impossível passar pela imigração sem uma apólice de seguro viagem feita.

Dentre os países que exigem isso dos turistas, há Suíça, Alemanha, Suécia, Áustria, República Tcheca, Bélgica, Portugal, Dinamarca, Polônia, Eslováquia, Países Baixos, Eslovênia, Noruega, Espanha, Malta, Estônia, Luxemburgo, Finlândia e outros.

É preciso fazer seguro viagem para viajar para a Europa?


Preço do seguro viagem para a Europa

Há muitos valores diferentes de seguro viagem para Europa e eles costumam ser indicados em euros, como o de 30 mil.

Ao ver esse valor, é claro que os turistas ficam assustados, achando que precisarão pagar efetivamente 30 mil euros, mas não funciona assim.

O valor em reais é bem mais baixo, mas permite que os viajantes utilizem até 30 mil euros em emergências, até mesmo médicas.

As coberturas de seguro viagem podem chegar até 100 mil dólares, o que significa que o turista pagará pouco mais de R$ 23,00 diariamente.

Outra cobertura possível é a de 55 mil dólares e o investimento diário para o turista é de somente R$ 13,50.

Para os que querem ainda menos investimento, é só procurar pela apólice de seguro viagem que fica em 35 mil dólares: para esta, o pagamento diário é de somente R$ 10,19.

É verdade que nem todas as agências de viagem têm os mesmos planos de seguro viagem: porém, esses são muito comuns e a quantia diária necessária é bem baixa.


Onde fazer o seguro viagem para a Europa?

A Porto Seguro é uma das agências que fazem seguro internacional para Europa; nessa agência, pode-se conseguir hoteis pet friendly e até que tenham preço menor.

O plano Europa pode ser conferido no link https://www.portoseguro.com.br/seguro-viagem/planos-europa e há simulação pelo site da Porto Seguro.

A Mondial Travel também é bastante recomendada quando se trata de seguro viagem para Europa.

Além de o seu serviço de seguro ser muito confiável, os turistas podem conseguir desconto de 50%, dependendo de quando façam a sua viagem. Para cotar: https://www.mondialtravel.com.br/seguro-viagem/aereo/internacional.

A SulAmérica também tem experiência em apólices de seguro viagem, inclusive para os países europeus.

De fato, são duas as apólices disponíveis para esse continente: uma é intitulada de “compacta” e cobre emergências mais básicas.

Já o pacote Europa tem algumas coberturas mais completas; ambas podem ser contratadas em https://portal.sulamericaseguros.com.br/seguroviagem-3.htm ou em um posto da SulAmérica Seguros.

A Allianz é mais uma corretora altamente recomendada para seguros viagens e o site para ela é o mesmo da corretora Mondial. Importa salientar que as operadoras de cartão de crédito também fazem apólice de seguro para viagem.


Opções de seguro viagem para a Europa

Apesar de as corretoras de seguro viagem oferecerem diversas opções de cobertura, é claro que os turistas não precisam aceitar a mais completa de todas: é só ela ter a cobertura médica. Isso assegura que a pessoa poderá ser atendida nos hospitais do país para onde for e até passar por pequenos procedimentos, dependendo do que ocorra com ela.

É preciso fazer seguro viagem para viajar para a Europa?


O que o seguro viagem Europa de 30 mil euros cobre?

A cobertura de 30 mil euros é a mais barata, mas não significa que cubra poucas ocorrências: quem usa esse tipo de seguro viagem tem pagamento antecipado de fiança, despesas jurídicas, assistência funeral, hospedagem depois de internação, despesa farmacêutica, atendimento odontológico e médico o tempo todo, indenização se a bagagem for extraviada, repatriação, remarcação de passagem, acompanhante no caso de o turista ficar internado, seguro para cancelamento de viagem e muito mais.

Contudo, os turistas têm de confirmar com a corretora de seguro viagem quais são as condições que estão especificamente cobertas, sem contar que extravio de bagagem tende a precisar de taxa extra.

É preciso fazer seguro viagem para viajar para a Europa?
5 (100%) 2 votos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *